Análise de Sucker Punch por Januncio Neto

Januncio Neto

Januncio Neto

O que esperar de Sucker Punch?

Me fiz essa pergunta durante muito tempo até poder conferir o filme no dia 27 de Março. Desde o primeiro trailer fiquei extremamente curioso em conferir o mais novo trabalho de Zack Snyder.

O filme causou muita especulação e se falou bastante de Sucker Punch nos meses anteriores ao lançamento, muito bem e muito mal, isso sem se quer o filme estrear. Em fóruns, sites e blogs podia se acompanhar uma batalha entre os fãs e detratores do trabalho do bem sucedido diretor.

Um conceituado site chegou a considerar Sucker Punch o primeiro fracasso de Zack Snyder, apenas por que o filme faturou o montante de 19 Milhões de dólares em seu final de semana de estreia nos Estados Unidos, quando a previsão dos “especialistas da indústria cinematográfica” era de que o faturamento fosse de 20 milhões.

Com argumentos negativos tão ridículos quanto estes, percebi que, possivelmente, existiriam mais virtudes do que defeitos no filme.

 

Sucker Punch: Emily Browning, Jena Malone, Abbie Cornish & Zack Snyder

As atrizes Emily Browning, Jena Malone, Abbie Cornish e o diretor Zack Snyder

 

Ao começar a projeção me desliguei de todos os boatos, críticas e comentários maldosos e fui tirar minhas próprias conclusões (algo que a maioria das pessoas deveria fazer).

Após o termino do filme me senti feliz por conferir o quanto alguns “especialistas” podem estar completamente errados.

Suker Punch é um filme de ação, um filme de vertiginosa, claustrofóbica e dramática ação, se você acha que vai encontrar uma cópia fajuta do fantástico “Inception” de Chris Nolan, vai quebrar a cara. Snyder pegou uma trama “aparentemente simples” e montou um caleidoscópio que molda tudo que ele imaginou, com o único objetivo de entreter o público.

A música é praticamente um personagem a parte no filme, que leva o espectador que se dispõe a entrar na aventura, se deliciar com a condução da história. Se você procurar conhecer a letra de Army of Me da cantora Björk e relacioná-la com o momento vivido pela personagem na cena, vai perceber que a trilha sonora é muito mais do que só a música de fundo. Zack Snyder fez o mesmo em Watchmen e novamente teve êxito em seu propósito.

 

Sucker Punch Wallpaper - 02

 

O famoso Slow Motion que virou marca registrada de Snyder esta presente, de forma ainda mais apurada no filme, deixando a ação simples o suficiente para que qualquer pessoa possa entender o ritmo e beleza das cenas.

A fotografia é outro ponto forte, assim como foi feito em 300 o diretor criou um mundo real o suficiente para abraçar toda a surrealidade do filme, tudo esta no seu devido lugar e assim como num relógio suíço, todas as peças funcionam muito bem.

As heroínas de Snyder são fortes, tem personalidade e angústia sob medida para seus respectivos papéis, são belas, mesmo nos momentos em que a beleza não é ponto principal, e acima de tudo, elas são femininas. A sensualidade é levada ao extremo, mas em nenhum momento você encontrará algo vulgar, forçado ou de mau gosto no filme.

Acima de tudo, Sucker Punch é um filme feminino, as personagens são o centro em torno do qual o filme gira, independente da protagonista “Babydoll”, cada uma delas tem seu momento e cada uma delas enche a tela com o talento necessário para seu respectivo papel, sem exageros, tudo esta no seu devido lugar e na medida certa.

Snyder criou seu próprio episódio de The Twilght Zone com o único objetivo de oferecer entretenimento ao público.

Se você gosta de cultura pop, vídeo games, filmes de ação, fantasia medieval, historias em quadrinhos,  mulheres sensuais e uma boa história, vai poder se deliciar com cada fragmento de Sucker Punch.

 

 

 

Januncio Neto, ministra aulas de Roteiro no Curso de Desenho para HQs do Studio Made in PB, curte cultura pop, action figures, vídeo games, filmes de ação, fantasia medieval, HQs,  mulheres sensuais e boas histórias.