Studio Made in PB entrevista: Valentine Pasche

Januncio Neto

Januncio Neto

Esta é a primeira entrevista internacional do Blog do Studio Made in PB, para aqueles que já acompanham o trabalho que estamos produzindo ao longo do ano, o nome de Valentine Pasche, não será uma novidade.

Valentine é uma artista nascida na Suíça que possui um talento extraordinário, tive a oportunidade de conhecer seu trabalho através do deviantART , não foi difícil gostar de seus desenhos e descobrir depois que ela produzia HQs foi muito mais que uma grata surpresa.

Valp é sempre atenciosa e muito gentil com todos, além de produzir um trabalho da mais alta qualidade (que dificilmente chegará ao Brasil, para nossa infelicidade), por estes motivos foi natural o desejo de querer entrevistá-la.

E foi com enorme alegria recebi uma mensagem sua, aceitando o pedido pra uma entrevista para o Blog do Studio Made in PB.

Ela já apareceu em nossa coluna “Artistas que você precisa Conhecer” e agora cumprimos a nossa promessa de trazer a entrevista desta talentosa artista. Se você é fã de historias de Fantasia e HQs, espero que assim como eu, você imagine quanto seria legal se os trabalhos de Valp fossem publicados no Brasil.

 

TEASER - Valentine Pasche 03

 

Januncio Neto: Como você prefere ser chamada, Valentim Pasche ou Valp e de onde veio o apelido “Sally Avenier”?

Valentine Pasche:  Meu nome verdadeiro é Valentine Pasche, mas quando eu publico meus quadrinhos, assino  “Valp”, que é uma contração de “Valentine Pasche”, “Sally Avernier” é apenas um apelido escolhido há muito tempo no Deviant Art!😉

 

JN – Como foi o início de seu interesse no desenho? Quando você percebeu que desenhar e trabalhar com a arte seria algo fundamental na sua vida?

VP – Tudo começa quando eu era criança. Eu costumava desenhar  na sala de aula em vez de estudar. Mas eu acho que essa é a maneira como um monte de artista de quadrinhos começa  seus estudos! lol

 

JN – Você teve alguma formação acadêmica que lhe ajudou a desenvolver os seus conhecimentos e técnicas?

VP – Sim, quando eu estava na escola artística, estudávamos desenho acadêmico por muitos meses com modelos reais, isso ajudou muito a entender o corpo humano.

 

JN – Qual você considera o momento chave que a levou a iniciar a sua carreira?

VP – Quando o meu melhor amigo que estava trabalhando em uma livraria me apresentou ao meu primeiro editor. Ele salvou a minha vida neste dia especial! lol

 

Preview do Volume 2 de Ashrel

Preview do Volume 2 de Ashrel

 

JN – Sempre achei seu trabalho interessante, mesmo sem ter tido acesso as HQs produzidas por você, é possível perceber que você tem um material dinâmico e muito agradável de ver. Quais foram às principais influências no seu trabalho?

VP – Muito obrigada! Bem, difícil responder, porque são tantos desenhos, tantos filmes e animações que me inspiraram ao longo dos anos … é uma espécie de caminho que você segue, e a cada cidade que você visita  é uma nova inspiração que você encontra. Eu gosto de filmes de animação americana, eu gosto muito dos artistas europeus como Miche Plessix, Claire Wendling, eu gosto de quadrinhos norte-americanos como os do artista Jeff Smith e também  gosto de desenhistas de mangá como Junji Hito, e tantos mais.

 

JN – Da para perceber, apreciando seus trabalhos no deviantART, que você gosta muito de séries como Harry Potter, O Senhor dos Anéis, Sherlock Holmes, Star Wars e alguns personagens de HQs como Batman. O quanto estas obras e mídias como cinema, literatura, HQs e música, influenciam seu trabalho?

VP – Não sei se eles influenciam o meu trabalho, eu gosto desses personagens ou histórias por diferentes razões e em momentos diferentes na minha vida. Alguns deles estão em lembranças da adolescência, outros da minha idade adulta. Como uma Geek, eu crescei com muitos personagens como Batman, ou alguns filmes de Star Wars / Jornada nas Estrelas e outros enquanto crescia. É realmente divertido de desenhar personagens que você gosta … só para se divertir:)

 

 JN – Qual é a principal técnica, ou quais você gosta de utilizar em seus trabalhos? Você faz uso de algum recurso tecnológico em seus trabalhos, e se usa qual programa ou equipamento você utiliza?

VP – No momento eu estou usando 80% de Photoshop e 20% de aquarela real que eu scaneio e re-utilizo como textura nos quadrinhos.

 

Mais páginas do segundo volume de Ashrel

Mais páginas do segundo volume de Ashrel

 

JN – Você trabalha em casa ou tem um estúdio particular? E como é seu dia de trabalho, do amanhecer ao anoitecer?

VP – Eu trabalho em casa, eu começo logo pela  manhã fazendo uma pausa às 11:00 hr, e reinicio o trabalho às 13:30 hr e  paro  às 17:00 hr, algumas vezes, às 19:00 hr. Normalmente eu trabalho durante toda a semana, exceto a tarde de quarta-feira, e às vezes eu trabalho no fim de semana.

 

 JN – Você produziu a série Lock que foi seu primeiro trabalho, agora você iniciou uma nova série chamada Ashrel, você poderia nos contar um pouco sobre esse novo projeto?

VP – É a história de um adolescente (Ashrel) que não pode  tocar em coisas mortas, sem acordá-lo se transformá-los em zumbis. É uma história em quadrinhos de fantasia.

 

JN – Gostaria de agradecer em nome de todos os membros do estúdio, por esta oportunidade e por toda a atenção que você nos dedicou nesta entrevista, espero que através dela o público brasileiro procure conhecer mais sobre você e seu trabalho. Muito obrigado.

 VP – Muito grata à você!🙂

 

Severo Snape

Severo Snape

 

Se você gostou do trabalho de Valentine Pasche e quer conhecer mais sobre seus projetos, basta acessar: Artista que você precisa conhecer: Valentine Pasche, Blog, Facebook & deviantART

Você também pode adquirir alguns dos trabalhos produzidos por ela no sita da loja Amazon: Valentine Pasche Books