O quê esperar de Transformers: Dark of the Moon?

Optimus Prime

Com a estreia do novo filme dos Transformers aproximando-se, e uma enxurrada de trailers pipocando a cada dia nos sites especializados, muito se comenta sobre o filme.

Sejam fãs ansiosos e apreensivos com o filme depois do resultado de Transformers: Revenge of The Fallen, ou críticos especializados (ou não) em cinema, uma coisa Transformers: Dark of the Moon parece já ter conseguido. Ninguém ficará indiferente depois de assistir ao filme dirigido por Michael Bay e produzido por Steven Spielberg.

A seguir vocês podem conferir ao artigo escrito por Wagner Alexandre, responsável pelo blog Transformers: Dioramas, sobre o filme, Wagner foi um dos privilegiados que teve a oportunidade de participar da primeira exibição de Transformers: Dark of the Moon, no mundo.

Não existem spoilers no artigo a seguir, portanto leiam sem se preocupar em perder sua diversão.

Sentinel Prime

A convite do jornalista carioca Daniel Gustavo, o Blog Transformers Dioramas participou no Domingo passado (19 Jun 2011) da Cabine de Imprensa para assistir a primeira exibição mundial – com 13 dias de antecedência – do filme Transformers: Dark of the Moon, que foi realizada no Cinépolis Lagoon (Rio de Janeiro/RJ) e apresentado pelo próprio Diretor Michael Bay que fez a seguinte menção: “Vocês serão os primeiros a verem o filme no mundo!”.

Já nas primeiras cenas é possível sentir todo o “poder” da tecnologia 3D utilizada em Transformers: Dark of the Moon. Tudo é grandioso… O filme tem uma história embasada e intrigante buscando no passado explicações para os acontecimentos que se desdobram em seu enredo, variando entre cenas históricas e adaptações para se encaixarem em sua trama. Há socos, explosões, gritos, tudo aos montes, talvez para fazer medida aos gigantes cybertronianos.

Em meio a uma cena e outra, os atores acabam explicando a saída da “finada” Megan Fox da franquia, e embora um pouco forçado, acaba sendo convincente. E como Rosie Huntington Whiteley é linda e “britânica”… seu charme em poucos segundos faz desaparecer por completo a lembrança da antiga “namoradinha” de Sam Witwicky (Shia LaBeouf).

Rosie Huntington Whiteley

Em Transformers: Dark of the Moon tudo é explicado, não havendo espaço para dúvidas do que está acontecendo, diferentemente do erro trágico que foi o segundo longa-metragem da franquia.

Reviravoltas em meio a reviravoltas são o prato principal do filme, regadas a leves pitadas de humor, desta vez bem colocadas, embora uma ou outra piada passe sem que arranque ao menos um “sorrisinho educado” dos espectadores.

Transformers: Dark of the Moon responde a muitas perguntas e mata uma curiosidade em particular, que culmina numa das cenas mais fascinantes do filme.

Por certo é um filme que não se pode deixar de assistir numa tela gigantesca, munido de óculos especiais. É diversão garantida, pois atende – e em certos momentos até supera – às expectativas.

Agora é só nos resta esperar a estreia do filme para tirarmos nossas próprias conclusões a respeito de Transformers: Dark of the Moon, boa sorte e bom divertimento a todos.

Gostaria de agradecer ao Wagner Alexandre por permitir que seu artigo fosse publicado aqui no blog do Studio Made in PB, esperamos que esta não seja a ultima parceria que possamos realizar.

Se você deseja saber mais sobre Wagner Alexandre e seu trabalho a frente do blog Transforemrs: Dioramas acesse: Facebook, Transformers Dioramas