Novelização de O Cavaleiro das Trevas Ressurge menciona o Coringa

Qual o paradeiro do Coringa durante os evento de “O Cavaleiro das Trevas Ressurge”?

Qual o paradeiro do Coringa durante os evento de “O Cavaleiro das Trevas Ressurge”?

 

Indiscutivelmente, o Coringa foi o grande destaque de Batman – O Cavaleiro das Trevas, segundo filme da trilogia dirigida por Christopher Nolan, e rendeu ao ator Heath LedgerOscar póstumo de melhor ator coadjuvante.

Devido a morte de Ledger, Nolan decidiu não usar o vilão em O Cavaleiro das Trevas Ressurge. Ele não é nem ao menos mencionado durante o longa-metragem, e tudo o que os fãs sabem é o que foi dito ao final do filme anterior. Ou seja, o Coringa havia sido preso no Asilo Arkham.

Mas o mesmo não pode ser dito quando se trata da novelização oficial do terceiro e último capítulo da saga cinematográfica do Batman, escrito por Greg Cox. O site Nuke the Fridge leu o livro, que expande vários assuntos tratados no longa-metragem. Inclusive, o ambíguo destino do Coringa é mencionado.

 

Agora que a Lei Dent tornou praticamente impossível para os criminosos da cidade apelarem para insanidade, a Prisão Blackgate substituiu o Asilo Arkham como o local de preferência para criminosos condenados e suspeitos. Os piores dos piores foram enviados para Blackgate, com exceção do Coringa, que, de acordo com rumores, ficou trancafiado no Arkham como seu único paciente restante. Ou, talvez, ele tenha escapado. Ninguém sabe ao certo. Nem mesmo Selina.

 

Durante O Cavaleiro das Trevas Ressurge, Selina Kyle, a Mulher-Gato, foi presa em Blackgate e pode ter usado seus recursos para investigar a prisão e seus detentos.

The Dark Knight Rises: The Official Novelization tem 445 páginas e já está à venda nos Estados Unidos. Resta esperar e ver se o livro chegará também ao Brasil.

 

Capa de The Dark Knight Rises: The Official Novelization

Capa de The Dark Knight Rises: The Official Novelization

 

Artigo originalmente publicado no Universo HQ.