Vader Down: Jason Aarow e Kieron Gillen revelam detalhes da série que contará com arte de Mike Deodato Jr.

Blog Image Gallery Teaser - Vader Down 01

 

No ultimo dia 07 de julho, o anúncio de Mike Deodato Jr. como artista do crossover intitulado Vader Down,  abalou a mídia nerd brasileira como bastante tempo não se via.

O anúncio foi feito no painel da Marvel Comics durante a San Diego Comic-Con 2015, trata-se de um crossover entre duas HQs de Star Wars publicadas pela editora: Star Wars e Darth Vader.

Segundo o próprio Deodato, ele deve ser o responsável pela revista Star Wars que tem roteiro de Jason Aaron, Salvador Larroca será o artista responsável por Darth Vader, com roteiro de Kieron Gillen. A história é descrita como “um confronto em que o lorde Sith fica preso atrás das linhas inimigas e precisa enfrentar todo o exército da Aliança Rebelde”.

A seguir vocês poderão conferir o artigo escrito por Dan Brooks no dia 11 de julho para o site StarWars.com onde os escritores Jason Aarow e Kieron Gillen,  apresentam seis razões que mostram que Vader Down, será um crossover épico!

 

 

6 RAZÕES PARA FICAR MUITO ANIMADO COM VADER DOWN DA MARVEL  COMICS

Os títulos Star Wars e Darth Vader publicados pela Marvel Comics são aclamados pela crítica, ambos têm trabalhado em conjunto para continuar a historia vista em “Uma Nova Esperança”, antes com o foco nos heróis da trilogia original e depois trazendo novas estórias, dessa vez pela perspectiva do Lorde Sith. Os dois títulos tem elementos compartilhados e finalmente encontraram-se de forma histórica: ambos trouxeram o momento em que Darth Vader descobre que alguém chamado “Skywalker” destruiu a Estrela da Morte, levantando questionamentos, dúvidas e fúria de Darth Vader outrora conhecido como Anakin Skywalker. Hoje na San Diego Comic-Com a Marvel anunciou que as duas séries iriam se encontrar de maneira ainda mais grandiosa com Vader Down, um crossover de seis partes que começa com Vader Down Volume 1 e continua nos demais volumes da série. StarWars.com conversou com os escritores Jason Aaron de Star Wars e Kieron Gillen de Darth Vader para descobrir o que os leitores podem esperar da estória e trouxe muitas razões pra deixa-los animados.

 

 

É o Vader sem amarras. E isso é o bastante.

Em Vader Down encontramos o Lord Sith abandonado – com muitos problemas à sua volta. “Se chama Vader Down (A Queda de Vader, em tradução livre) e a imagem central é a de Vader contra todo o exército e frota Rebeldes” diz Gillen.”É um Vader com toda uma força militar a sua frente e ele se encontra em situação precária. O que acontece então?” Para os fãs que amam este Dark Lord dos Sith é uma chance de ver o que ele realmente é capaz de fazer – e como ele faz – quando o objetivo é a sobrevivência. Isto faz de Vader Down um novo tipo de historia do Darth Vader: ele não é só o caçador, mas também é a caça.

“Provavelmente vocês poderão ver Vader em um tipo de situação nunca visto antes”, diz Aaron. “Onde ele está isolado e cercado e realmente em uma situação complicada. E agora como Vader vai agir? Ele provavelmente não irá correr e se esconder. Ele é Darth Vader. Então qualquer que seja a ameaça diante dele ele irá ativar seu sabre de luz e ir de encontro à ela. Mas estamos colocando um bom número de coisas contra ele. Esse incidente que é a fagulha que se refletirá em ambos os quadrinhos, o que complica as coisas ainda mais. Novamente se chama Vader Down. Vocês verão Vader agindo sem restrições como nunca foi visto antes”.

 

É um crossover no estilo da Marvel.

Crossovers são um dos recursos ma maneira como os quadrinhos contam suas historias, dando aos criadores a chance de contar uma historia maior e incorporar personagens que eles normalmente não poderiam. Isso quer dizer que Vader Down é uma aposta alta, do tipo em escala épica, e simplesmente divertida. “Ambos, Kieron e eu temos escrito para a Marvel já faz um tempo” diz Aaron. “Chegando até aqui e lançando essa nova linha de quadrinhos de Star Wars para a Marvel, já adaptei meu estilo de escrita aquilo que faço regularmente para a Marvel Comics. Eu queria me segurar nessa batida o máximo que eu conseguisse e vocês podem ver que é o que tenho feito até agora. Eu queria fazer um quadrinho realmente grande na Marvel, e acho que parte disso é o que acontece no crossover. Assim que Kieron começou a introduzir esses novos personagens em sua historia eu não podia esperar para escrever sobre eles e interagir com eles na minha. Então sim, eu acho que é uma grande tradição da Marvel fazer os personagens se encontrarem e se enfrentarem da maior maneira possível”. Nesse aspecto Vader Down é uma verdadeira oportunidade de misturar os títulos Star Wars e Darth Vader, de personagens até a própria historia de maneira bem mais direta.

“É um momento perfeito para pegar tudo que criamos até agora e juntar tudo” diz Gillen. “Então pegamos todas essas coisas divertidas como Doutor Aphra conhecendo Han Solo e grandes lutas com Wookiees. Podemos nos divertir bastante com tudo isso”.

“Acho que era natural podermos unir os elencos dessas duas revistas”, acrescenta Aaron. “É a progressão natural da historia que nós dois viemos contando, em termos de Luke e Vader caçarem um ao outro sem perceber o que eles estavam perseguindo. Essa é a próxima batida dessa historia”.

 

Tem os droids malignos de Darth Vader… finalmente encontrando outra dupla de androides bem conhecida de Star Wars. 

Em Darth Vader, Gillen criou dois drois assassinos – com visuais e personalidades opostos às de R2-D2 e C-3PO — que ajudam o Lorde Sith em sua missão secreta. “Quando você vê Triple Zero (000) e BT-1” diz Aaron, “você pensa: bem, em algum momento eles terão que encontrar C-3PO e R2-D2, certo?” “Agora eles irão. Os dois perversos companheiros mecânicos de Vader, que costumeiramente torturam e matam com satisfação, se tornaram queridinhos dos fãs; quando StarWars.com perguntou ao seu criador o motivo dos fãs amarem esses droids malignos ele riu.

“É muito engraçado”, diz Gillen. “É o aspecto do espelho negro. A ideia é, precisa ser um quadrinho de Star Wars. Você pode fazer um quadrinho do Império e poderia ser bastante frio, sempre senti isso. Star Wars capura romance, extravagância e comédia, e você tem que ter todos esses elementos. Claro que eles também precisam ser sombrios. Então se pegarmos R2-D2 e C-3PO e invertermos o que acontece? É como: Ah, então isso é o que acontece! É incrivelmente satisfatório escrever sobre eles”.

 

É uma continuação da percepção de Gillen sobre as diversas facetas de Vader.

Em Darth Vader, Gillen tirou das historias de Anakin Skywalker presentes nos prequels, bem como do Darth Vader da trilogia original, para apresentar um olhar holístico no personagem. Vader Down mantem tudo isso e adiciona mais uma camada. “Acredito que a chave para mim…” diz Gillen “… é a historia. Anakin começou aqui, Darth Vader terminou aqui, e você não pode realmente entender um sem o outro. Eu inclui estes elementos por que sem eles não acredito estar escrevendo sobre  personagem. Em termos de crossover acho que pegaremos mais o lado de ação de Vader. Não apenas a ação, é claro que teremos mais ação que qualquer coisa que fizemos até agora, mas também que decisões ele tomará e quando ele precisar fazer uma decisão difícil, o que ele escolhe fazer?

 

É uma verdadeira colaboração.

Gillen e Aarom escreveram seus próprios roteiros em suas séries, mas em Vader Down eles se uniram. As ideias foram construídas sobre outras ideias. “Kieron e eu trabalhamos no escritório de X-Men por um bom tempo”. Diz Aaron. “Isso lembra a época em que fazíamos eventos nos X-Men. É sobre construir a historia e esboçar juntos, e então nossos volumes são divididos e continuamos a escrever as nossas historias individuais.” E então quando chega a hora de escrever os volumes,a colaboração irá continuar.

“Ainda não escrevi sobre Aphra” diz Aaron, “mas na primeira vez que escrever, isso vai passar por Kieron. Acredito que tudo deve ser sem costura. Nós dois contribuímos para isso. Ambos criamos as batidas. E agora todos esses volumes diferentes tem grandes momentos legais. Alguns deles Kieron quem vai escrever, o que me deixa com inveja, e provavelmente alguns eu que escreverei deixarão ele com inveja. Ainda bem que tem muitos desses grandes momentos ao longo da historia”.

“Estamos alternando os volumes e tomaremos conta de um em um” diz Gillen. “Mas existem ideias de Jason que eu que estou escrevendo e vice versa, o que é divertido. É uma colaboração. O todo é maior que as suas partes”.

 

É uma extensão natural – e expansão – das historias em Star Wars e Darth Vader.

Como ambas as revistas se passam durante o mesmo período de tempo, faria sentido que compartilhassem o mesmo DNA. O que acontece em uma pode ecoar na outra. Vader Down, entretanto, eleva isso para o próximo nível. “Nós claramente queríamos mostrar desde o começo que nossas revistas estavam ligadas” diz Aaron, “o que foi fácil porque Kieron e eu estávamos na mesma sala desde o primeiro encontro com a LucasFilm quando falamos sobre tudo isso. O fim do primeiro arco foi um momento grandioso onde Vader escuta a palavra “Skywalker” pela primeira vez em conexão com o nome do piloto que explodiu a Estrela da Morte. Isso marcou o curso para nós dois seguirmos, desde então divergimos em nossos arcos secundários. Kieron introduziria vários outros personagens e eu mandei Luke em uma historia bem particular. Faria sentido trazer tudo se chocando de volta com o terceiro arco”. Pelo visto esse choque vai ser mais que memorável.

“Estamos fazendo a maior historia que fizemos até agora” diz Aaron. “O filme das revistas de Star Wars”.

 

 

Star Wars #1 Variant Covers by Mike Deodato

Versões da capa variante de Star Wars #1, produzida por Mike Deodato Jr.

 

 

*Em 2001 Mike Deodato Jr. desenhou a edição Star Wars Tales #7, para a Dark Horse Comics onde o protagonista era o mercenário Mandaloriano, Boba Fett.

**Agradecimentos à Jonathas Pessoa, pelo trabalho de tradução.

FONTE: StarWars.com