Análise do trailer de Capitão América: Guerra Civil por Januncio Neto

Blog Image Gallery Teaser - CIVILWAR 01

 

Hoje foi lançado o aguardado trailer de Capitão América: Guerra Civil (Captain America: Civil War), que conseguiu logo de cara criar um hiato entre toda a expectativa da estreia de Star Wars: O Despertar da Força, e convenhamos isso não é algo simples de se conseguir.

Apesar de não contar as participações do Visão, Homem-Formiga e a primeira aparição do novo Homem-Aranha (o que frustrou muita gente) o trailer consegue pontuar os momentos críticos que devem ser a base da trama. E a partir de agora vamos analisar alguns detalhes e especular algumas teorias em relação aquilo que o trailer nos apresenta.

 

 

Depois dos eventos mostrados em Capitão América: O Soldado Invernal e Vingadores: A Era de Ultron, o universo cinematográfico da Marvel mudou radicalmente, todos parecem seguir para um horizonte cinzento que deve preceder a sombria Guerra do Infinito.  Os governos das grandes potências percebem sua impotência diante de ameaças como a I.M.A, H.Y.D.R.A, Ultron, Thanos e o próprio poder e aparente inconsequência dos heróis.

O trailer começa a partir de uma das cenas pós créditos vista em Homem-Formiga, quando Sam Wilson/Falcão (Anthony Mackie) leva Steve Rogers/Capitão América (Chris Evans) ao encontro de Bucky Barnes/Soldado Invernal (Sebastian Stan), o dialogo é seguido de um atentado à bomba, que é creditado ao Soldado Invernal (na cena não fica nítida a organização que sofre o atentado).

É importante observar que na sequência Steve Rogers fala: “Quem acha que você fez esta vindo pra cá agora.  Eles não pretendem leva-lo vivo!” A cena seguinte mostra um pelotão de elite liderado por Brock Rumlow/Ossos Cruzados (Frank Grillo) invadindo o prédio onde supostamente Steve Rogers esta escondendo Bucky.

Uma questão interessante é levantada. Como o Rumlow aparece liderando uma suposta equipe oficial do governo nessa investida? Depois dos evento de “O Soldado Invernal” seria de se esperar que ele estivesse preso assim como os demais agentes infiltrados da H.Y.D.R.A. Mas diante da presença do General “Thunderbolt” Ross (William Hurt) ter um vilão como Brock Rumlow trabalhando para o governo americano não seria uma surpresa, já que o mesmo queria que Emil Blonsky/Abominável (Tim Roth) integrasse os Vingadores (esse fato é narrado em um dos curtas do Agente Coulson produzidos pela Marvel), mas a H.Y.D.R.A não deve ser esquecida já que a presença do Barão Zemo (Daniel Brühl) esta confirmada.

Porém, doravante, todavia, se você é um assíduo leitor do universo Marvel, não pode deixar de especular que uma das consequências diretas desta Guerra Civil, seja a criação de uma equipe “alinhada” com os interesses do governo americano, e é nesse momento que o nome de duas podem surgir repentinamente em seus pensamentos: Thunderbolts e Vingadores Sombrios (Dark Avengers). Mesmo sendo um exercício especulativo, não deixaria de ser uma boa possibilidade!

 

Civil War 02-01

Ossos Cruzados estará trabalhando para o governo americano na Guerra Civil?

 

Voltando ao trailer…

O General Ross apresenta o fator determinante para o cisma entre os Vingadores, o controle sobre as atividades dos heróis depois do “incidente” em Sokovia, no trailer somos apresentados ao “Sokovia Accords” (Acordo de Sokovia) que deve ser a base para a criação do registro de atividade dos heróis, o que não se pode presumir ainda é se este documento foi produzido com a colaboração de Tony Stark (Robert Downey Jr.) ou se ele apenas se rendeu a pressão política após a criação de Ultron.

Logo em seguida voltamos ao Soldado Invernal e como a caçada a ele começa a influenciar nas relações de Steve Rogers com os demais Vingadores, principalmente o Sam Wilson, Natasha Romanoff  (Scarlett Johansson) e Tony Stark, os diálogos deixam claro que não será uma trama simples e as consequências irão afetar a todos.

Um personagem que aparece rapidamente numa das cenas é Edward Chase (Martin Freeman) aparentemente um interventor do governo americano junto aos Vingadores e que tem ligações com Wakanda e seu principete e protetor T’Challa/Pantera Negra (Chadwick Boseman). Não se sabe muito sobre o papel de Edward Chase na trama, mas não se contrataria um ator com a experiência e carisma de Freeman apenas para o “alivio cômico” do filme.

 

Civil War 06-01

Edward Chase (Martin Freeman) ao lado da Agente 13 (Emily VanCamp).

 

Wakanda e o papel do Pantera Negra ainda são um mistério, mas sem sombra de dúvida um dos pontos mais empolgantes do trailer é a sua primeira aparição na sequência que deve marcar o embate inicial entre as duas facções recém criadas em um aeroporto.

Capitão América (Chris Evans), Gavião Arqueiro (Jeremy Renner), Feiticeira Escarlate (Elizabeth Olsen), Bucky Barnes (Sebastian Stan), Falcão (Anthony Mackie), Pantera Negra (Chadwick Boseman), War Machine (Don Cheadle) e Homem de Ferro (Robert Downey Jr.), dão uma pequena amostra do que os fãs irão encontrar nos cinemas.

 

Em seguida, vemos uma sequência de diálogos que evidencia que a amizade entre os personagens e suas relações como as conhecemos até hoje, terão uma enorme relevância no filme. Se você assistiu Capitão América: O Soldado Invernal, sabe que os irmãos Russo tem competência de sobra para tornar Capitão América: Guerra Civil, um dos grandes sucessos do Marvel Studios/Disney, dosando ação, aventura e uma trama politica/espionagem na medida certa.

 

O trailer termina com um trecho da luta entre Bucky Barnes, Capitão América e Homem de Ferro, sem sombra de dúvida a luta entre heróis mais aguardada até que Batman e Superman cheguem as vias de fato.

 

Agora nos resta esperar as aparições de Barão Zemo (Daniel Brühl), Visão (Paul Bettany), Agente 13 (Emily VanCamp), Homem-Formiga (Paul Rudd) e o aguardado Homem-Aranha (Tom Holland) para que os times estejam completos .

E você já escolheu o seu lado na Guerra Civil?

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Capitão América: Guera Civil, estrei no Brasil no dia 28 de Abril de 2016 e é dirigido por Anthony e Joe Russo, produzido por Kevin Feige. Louis D’Esposito, Alan Fine, Victoria Alonso, Patricia Whitcher, Nate Moore e Stan Lee são os produtores executivos e o roteiro é de Christopher Markus e Stephen McFeely.

 

FONTE:  The Walt Disney Company Brasil, MARVEL Brasil