Como o Cartoon Network descobriu uma maneira de faturar com Fan Arts? Conheça a Cartoon Network Collective

 

Blog Image Gallery Teaser - Cartoon Network Collective

 

 

Uma das poucas coisas onde os produtores de animações não conseguiam lucrar era com as Fan Arts, que são todas as artes não oficiais, feitas por fãs, que as compartilham online ou vendem suas cópias em feiras e convenções. A Cartoon Network anunciou no ultimo dia 23/06 uma nova iniciativa, que os torna a primeira grande empresa a resolver essa situação.

A recém anunciada, Cartoon Network Collective (CNC), é um mercado para a venda de produtos exclusivos, com edições limitadas, relacionados com as séries da CN. A loja pode ser acessada, exclusivamente, na Cartoon Network Shop, e é uma colaboração entre o Cartoon Network Enterprises (o “braço” de produtos de consumo na rede), a atual loja Cartoon Network licenciada Bolder Road, e o recém formado Horizon Line Studios.

Entre os lançamentos da coleção estão incluídos desenhos de dez artistas diferentes, muitos dos quais são ilustradores profissionais, animadores e artistas de quadrinhos, cujo trabalho estará disponível em cartazes, roupas, capas de celular, notebooks e outros produtos. A cada mês a loja será atualizada com novos artistas, que apresentarão seus trabalhos nas séries da Cartoon Network Collective.

A CN tem alguns dos fãs mais leais, dedicados e nas mais diferentes partes do mundo, disse Pete Yoder, vice-presidente da CN Enterprises. “A Collective CN traz a oportunidade para os fãs adquirirem produtos nunca vistos na rede, exclusivos e interpretados por alguns dos melhores e mais talentosos artistas de hoje.”

 

Cartoon Network Collective 01

 

A Cartoon Network Collective também incluirá entrevistas com os artistas, bem como extras e making off. “Este é um momento emocionante para se estar na área de entretenimento, pois, a cultura POP tem permeado vários aspectos de nossas vidas.”, disse Rick Blanco, CEO e diretor criativo do Horizon Line Studios. A Cartoon Network Collective será mais que uma loja, será uma comunidade que vai oferecer aos fãs e colecionadores uma nova maneira de interagir com suas marcas favoritas.

Durante a última década, a Fan Art se tornou parte indispensável tanto no mundo dos fãs quanto no dos criadores de animação – como o Steven Universe, de Rebecca Sugar; foi ela quem primeiro atraiu atenção da mídia desenhando sua Fan Art (embora seja improvável que os desenhos erotizadas de Sugar Ed, Edd e Eddy, jamais tenham sido vendidos em espaços como o Collective CN). É uma jogada inteligente da parte do CN trabalhar com seus fãs para rentabilizar o trabalho em vez de tentar proibir a comercialização informal dessas artes, de personagens protegidos por direitos autorais.

É difícil dizer quem mais se beneficia com esse projeto, porque pouco se sabe sobre o acordo financeiro entre o CN e os artistas participantes. Por exemplo, os artistas são remunerados? Se sim, eles estão sendo remunerados a cada trabalho ou por porcentagem nas vendas? E, claro, a outra grande questão é se os fãs estão dispostos a pagar mais de cem dólares por uma cópia dos personagens da CN? O tempo dirá quanto controle a CN será capaz de assumir sobre as Fan Arts produzidas pelos diversos fãs talentosos espalhados pelo mundo.

 

 

Artistas Selecionados para participar do lançamento da primeira edição, em junho:

Jason Edmiston, Mahendra Singh, and MAKO – Adventure Time
Missy Pena, Ty Mattson – Steven Universe
Miranda Dressler, Louie Zong – We Bare Bears
Frank Forte – Clarence
MAKO – Regular Show
Anthony Petrie – Over the Garden Wall
CHOGRIN – Dexter’s Laboratory

 

FONTE: Cartoon Brew

TRADUÇÃO:  Anderson Silva