07
out
14

HQPB Drops #09: Desenhista pernambucano, Lobo Borges é mais um artista que estará presente no HQPB 2014

Blog Teaser -  DROPS #09

 

Mais um artista do cenário nacional das HQs tem presença confirmada no HQPB 2014. Natural de Recife, Lobo Borges é um artista apaixonado por seu ofício, em 2010 formou-se em Física, porém ao estudar Design na Universidade Federal de Pernambuco as influências de sua infância vieram à tona, sendo determinantes na escolha de caminho que decidiu trilhar.

Apaixonado por RPG e desenhos animados teve como principais influências as obras da Disney, Hanna-Barbera, Warner Bros e os animes da TV Manchete. Os mangás, e sua narrativa arrogada e seus personagens vívidos e singulares também contribuíram para enriquecer o trabalho de Lobo Borges, se define como Nerd convicto.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Em 2011 fazendo parceria com JM Trevisan (co-criador do universo Tormenta RPG) iniciou a produção do mangá Ledd publicado pela editora Jambô. No começo de 2012 entrou para a Joy Street, empresa de games educacionais em Recife, onde é ilustrador na produção de assets para jogos e plataformas educacionais.

Lobo Borges estará presente no HQPB 2014 e vai compartilhar um pouco de sua experiência profissional e conhecimento durante os dois dias do evento.

O que você esta esperando? Já garantiu o seu ingresso? Se a sua resposta for negativa, se apresse e garanta já seu lugar no maior evento dedicado a Cultura Pop no estado da Paraíba.

 

#tevejonoHQPB!!!

03
out
14

HQPB Drops #08: Luiz Antônio Lobue, dublador de Aiolia de Leão, Picollo e Dr. House é confirmado no HQPB 2014

Blog Teaser -  DROPS #08

 

Olá pessoal, é com muita alegria que começamos o mês de outubro com o nome de mais um convidado que estará presente na sétima edição do HQPB.

Luiz Antônio Lobue, o famoso ator conhecido por seu trabalho como dublador dos personagens: Aiolia de Leão, Piccolo, Dr House, Kowalski de Os Pinguins de Madagascar, entre tantos outros personagens.

Lobue irá participar dos dois dias do evento e muito em breve vocês poderão conferir na programação oficial e assim se preparar para conhecerem pessoalmente nosso convidado.

 

Blog Teaser -  Luiz Lobue

 

Mas, já podemos antecipar a nossa já tradicional sessão de autógrafos, portanto preparem seus Mangás, DVDs e câmeras, para aproveitar este que promete ser um dos pontos altos do HQPB 2014.

Acompanhem o nosso site, assinem a página do evento no Facebook e aguardem as próximas atrações do HQPB: Quadrinhos e Cultura Pop na Paraíba!

 

 

#tevejonoHQPB!!!

19
set
14

HQPB Drops #07: Conheça os pontos de venda oficiais dos ingressos do HQPB 2014

Blog Teaser -  DROPS #6

 

Finalmente a espera chegou ao fim, você já vai poder, a partir de amanhã (20/09), adquirir os ingressos para a sétima edição do HQPB: Quadrinhos e Cultura Pop na Paraíba. O evento será realizado nos dias 01 e 02 de novembro no Espaço Cultural Espaço Cultural José Lins do Rego.

 

AVISO IMPORTANTE

Para a segurança de todos, o Studio Made in PB recomenda que o público adquira seus ingressos exclusivamente nos pontos de vendas oficiais. Ninguém, em hipótese alguma, esta autorizado pela organização do evento a comercializar os ingressos fora dos pontos de venda oficiais.

Apenas os veículos oficiais (site oficial do evento, blogs, páginas no Facebook e perfis no Twitter) pertencentes ao Studio Made in PB e ao HQPB tem autorização exclusiva para informar o público sobre assuntos ligados ao HQPB. Qualquer informação que não tenha origem nestes canais NÃO É OFICIAL.

O ingresso será do tipo bilhete único e terá o preço de R$ 10,00 (antecipado) e R$ 15,00 (nos dias do evento), sendo esses valores de meia-entrada para todos (entrada franca para crianças até 03 anos e idosos a partir dos 60 anos).

Com ele UMA pessoa terá direito a participar dos dois dias do evento ou então, DUAS pessoas poderão utilizá-lo para participar de UM dos dois dias do evento.

 

NÃO COMPREM INGRESSOS FORA DOS PONTOS DE VENDA OFICIAIS. DESTA FORMA VOCÊS ESTARÃO CONTRIBUINDO PARA QUE O HQPB POSSA OFERECER O MELHOR ENTRETENIMENTO PARA TODOS.

 

A seguir vocês irão conferir a lista com os pontos de venda oficiais dos ingressos do HQPB 2014.

 

 

Master Hero

Rua Santo Elias, nº 156 – Galeria Moriah – Loja 04 – Centro – CEP: 58013-150

Telefone: (83) 3576-1983 / 8700-1233

 

Shazam Animes

Rua Santo Elias, nº 157 – 1º Andar – Sala 04 – Centro – CEP: 58013-150

Telefone: (83) 3031-1238 / 8755-2856

 

Música.com (Matriz)

Rua Pastor Antônio Petronilo dos Santos, nºs 73 e 79 – Centro – CEP: 58013-060

Telefone: (83) 3031-4021 / 8894-2516

 

Música.com (Filial)

Praça 1817, nº 105 – Shopping Cidade – Loja 109 – Centro – CEP: 58013-010

Telefone: (83) 8894-2516

 

Mox Cards

Avenida Senador Ruy Carneiro, nº 525 – Edifício Kairos – Sala 217 – Tambaú – CEP: 58039180

Telefone: (83) 3021-1358 / 8159-3662

 

FX Games

Avenida Governador Argemiro de Figueiredo, nº 39 – Bessa – CEP: 58037-035

Telefone: (83) 3512-6020

 

Comic House

Avenida Nego, nº 255 – Tambaú – CEP: 58039-100

Telefone: (83) 3227-0656

 

Rascunho Studio & Cursos

Avenida Presidente Epitácio Pessoa, nº 1251 – Empresarial Epitácio Pessoa – Andar L3 – Sala 206 – Bairro dos Estados – CEP: 58030-000

Telefone: (83) 8833-3791

 

Gracom School of Visual Effects

Avenida Camilo de Holanda, nº 72 – Centro – CEP: 58013-360

Telefone: (83) 3222-1126

 

Vip Games

Rua Duque de Caxias, nº 312 – Centro – CEP: 58010-820

Telefone: (83) 3246-8986

 

 

SERVIÇO

HQPB: Quadrinhos e Cultura Pop na Paraíba

Site Oficial

Data: 01 a 02 de novembro de 2014

Local: Espaço Cultural José Lins do Rego – Rua Abdias Gomes de Almeida, Nº 800 / CEP-58042-900 / João Pessoa (PB)

Horários:
01/11 (sábado): 10h às 22h
02/11 (domingo): 10h às 22h

18
set
14

HQPB Drops #06: A dupla de artistas “EUDETENIS” é mais uma atração confirmada para o HQPB 2014

 

Blog Teaser -  EUDETENIS

 

A dupla “EUDETENIS é formada por Paulo Morais Giovana Leandro.

Paulo é agente de trabalhos, escritor de novelas, roteirista e editor Freelance; Tem vários trabalhos em quadrinhos editorados para fora do Brasil, como o One-Shot Crimson GameMagical Police GirlAka no Kan, entre outros que editora ou editorou.

Como agente Paulo realizou vários contratos com empresas e particulares. Destacando-se os contratos conseguidos para a dupla com as empresas Totheworld3DtotalSuccubus PublishingWeather StudiosComic PartyKita-konJambô Editora e várias outras empresas as quais passam por seu contato e condições.

Como roteirista de quadrinhos tem dois títulos, Chess Time e  Maid Team. Ambos disponíveis para leitura de graça em seu site pessoal. Como escritor mantém uma novela em seu site pessoal (Minami no Sekai) que segue os padrões de Light Novels japonesas com vários capítulos publicados.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Giovana é ilustradora profissional, quadrinista e escritora; Seus trabalhos são reconhecidos no mundo em redes como deviantart e pixiv, assim como nos vários trabalhos que ela já fez para empresas no mundo.

Fez trabalhos para os jogos japoneses Poison Angel(Mages CO.)Bishoujo Sangokushi (Axel Mark)Sengoku Frontier (DRECOM)Samurai Kingdom (POKELABO), entre outros como artista agenciada pela Totheworld.

Também fez trabalhos para Succubus Publishing no jogo Assemblage of Etternity – a qual estará em campanha no Kickstarter em 2015. Também fez ilustrações para jogos da empresa chinesa NIGITAL.

Giovana fez parte de dois projetos de quadrinhos através de Crowfunding que conseguiram os fundos (EGUM pelo Catarse e SEMI pelo Kickstarter).

Costuma realizar trabalhos para a editora Jambô brasileira, entre os quais a capa da revista Dragonslayer, várias ilustrações do Bestiário e várias ilustrações para o livro de RPG Brigada Ligeira Estelar, da editora Jambô.

 

 

Eles ainda fazem trabalhos freelances para games e clientes particulares.

Paulo e Giovana produzem vários quadrinhos que podem ser lidos de graça em seu site e fazem seus trabalhos ao vivo através do seu canal no site Picarto.

Além disso, dão cursos online por temporadas, os quais tem inscrição e materiais disponíveis através do seu site.

 

Seus trabalhos podem ser apreciados através do seu deviantart pixiv.

17
set
14

Cavaleiros do Zodíaco: A Lenda do Santuário – O filme é ruim, mas por que ele precisa dar certo?

Blog Teaser -  A Lenda do Santuário – O filme é ruim, mas por que ele precisa dar certo

 

Na sinceridade, amigo… O filme é ruim, vai! Porém… Bora ver!

Semana passada estreou o filme em CG dos Cavaleiros do Zodíaco aqui no Brasil. Fui ver no domingo com os amigos e… Bem, vocês não esperavam um primor de película, né?

Pra soltar minha resenha em breves linhas, posso ser direto e dizer que faltou protagonista na história. Seiya tem um fiapo de motivação vomitada em um flashback totalmente descartado depois e que perde pra motivação de muitos outros personagens que pareciam mais interessantes e motivados. E a montanha russa de emoções do filme não ajudou. Esquecendo carinho de fã, que eu não tenho porque nunca fui fã, o filme só é ruim mesmo. Ponto.

Mas por que ele precisa dar certo? Não apenas porque ele “é um anime no cinema, coisa que é rara e a gente tem que apoiar”, mas porque ele é um anime, no cinema, com divulgação forte e que gerou alguns filhotes, como as exibições de episódios em cinemas. Nem com o filme novo de Dragon Ball tivemos algo semelhante e ainda não passou muito tempo desde que o brilhante Vidas ao Vento passou despercebido no país. Como não dizer que o público brasileiro não gosta de anime e franquias japonesas dessa forma? Provando que com o material certo e um pouco de empenho, dá pra tirar alguns milhares de otakus do torrent e leva-los ao cinema.

 

 

Não acredito que algo mais tenha potencial de fazer isso que Cavaleiros fez tão bem, visto que já se perdeu a chance de passar Rurouni Kenshin (Samurai X já dançou) no cinema. Mas assim como houve o boom dos animes há quase quinze anos, o de tokusatsu há uns 25 (putz, como eu tô velho!), pode ser a chance de aproveitarmos a safra de boas produções cinematográficas japonesas baseadas em mangás e até viabilizar projetos menos audaciosos, como exibições simultâneas de primeiros episódios de seriados de mais sucesso (como já acontece na França, EUA e outros países desgraçados).

Da mesma forma que antes de publicar mangá no Brasil se pensava que quadrinhos no nosso país só dava certo se vinha da terra do Tio Sam, até hoje ainda pensamos que somente filmes americanos podem ser rentáveis no cinema de massa. E, trocando Cavaleiros por Transformers, pelo menos Cavaleiros eu entendia as cenas de luta.

Não precisamos da nata do cinema japonês, esses ainda podem continuar passando em mostras de cinema para estudantes de Belas Artes. Mas o cinema de massa, esse, de filmes RUINS COMO CAVALEIROS DO ZODÍACO, cheio de piadas infames, cenas de luta empolgantes (isso é ponto positivo da produção) e dramas pedantes (e casas de câncer – que dá câncer nos olhos), esses me interessam. Não por que eu queira ir ver todos eles no cinema, mas porque eventualmente, um material bacana pode pingar. Quem sabe faça rolar uma seção de AKIRA entre os filmes nostálgicos?

 

Aiolia LOS Wide

 

Talvez eu esteja imaginando coisas, mas prefiro dar meu voto de confiança à bilheteria de Cavaleiros do Zodíaco – A Lenda do Santuário e à empresa que foi muito esperta em suas ações de marketing do que ao pessimismo, que já ronda todo dia e que ninguém mais dá bola. Se não vale o ponto, vale a tentativa!

 

 

*Artigo escrito por Fábio Sakuda e publicado originalmente no site GENKIDAMA.

15
set
14

Warner lança banner promocional gigante de O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos

Blog Teaser -  O Hobbit - A Batalha dos Cinco Exércitos

 

A Warner Bros divulgou a arte do novo poster/banner promocional do filme O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos (The Hobbit: The Battle of the Five Armies) do diretor Peter Jackson. O estúdio lançou uma arte semelhante a esta para cada um dos filmes da trilogia O Hobbit e o resultado é impressionante.

As imagens a seguir possuem uma excelente resolução e  farão a alegria de qualquer fã. Basta clicar na imagem para acessa-la em seu tamanho original.

 

Battle-of-the-five-armies-banner

 

 

The Hobbit: The Desolation of Smaug Giant Banner

 

 

The Hobbit: An Unexpected Journey Giant Banner

 

 

O filme será lançado nos cinemas americanos em 17 de dezembro de 2014, e será o último tempo os fãs vão começar a ver um novo filme Terra Média. A seguir vocês podem conferir a sinopse do filme:

 

Em O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos, chegamos a conclusão épica das aventuras de Bilbo Baggins, Thorin Escudo de Carvalho e da Companhia dos Anões. Tendo recuperado sua terra natal do domínio do dragão Smaug, os heróis involuntariamente desencadearam uma força mortal sobre o mundo. Enfurecido, Smaug derrama sua cólera sobre os homens indefesos, mulheres e crianças de Cidade do Lago.

Obcecado com seu tesouro recuperado , acima de todo o resto,Thorin sacrifica amizade e honra em prol de esconde-lo ,enquanto as tentativas vãs de Bilbo em despertar-lhe o bom senso , levaram o Hobbit a uma desesperada e perigosa escolha. Mas existem perigos ainda maiores adiante, nunca vistos por nenhum outro além do mago Gandalf, o grande inimigo Sauron espreita nas sombras e envia legiões de Orcs para um ataque surpresa a Montanha Solitária.

Enquanto a escuridão avança, anões, elfos e homens devem tomar uma decisão, unir forças ou serem destruídos. Bilbo se vê lutando por sua vida e as vidas de seus amigos na épica batalha dos Cinco Exércitos, o futuro da Terra-Média está em jogo.

 

 

“O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos” estreia no Brasil no dia 11 de dezembro deste ano. No elenco, ainda estão Martin Freeman (Bilbo), Richard Armitage (Thorin), Luke Evans (Bard), Cate Blanchett (Galadriel), Ian McKellan (Gandalf) e Benedict Cumberbatch (Smaug), entre outros.

 

Fonte: GEEK TYRANT

*Agradecimentos especiais a Marcelo Henrique e Jonathas Pessoa pelo trabalho de tradução.

15
set
14

A Lenda do Santuário e a Fúria dos Fãs!

Blog Image Gallery Teaser - Legendy of Sanctuary 01

 

O tão esperado filme em CG dos Cavaleiros do Zodíaco estreou no Brasil. E vários fãs mais velhos detestaram! Agora querem descarregar sua frustração de qualquer jeito, e um dos alvos foi Hermes Baroli, dublador do Seiya.

 

EU SABIA que a reação de muitos fãs brasileiros mais antigos seria de fúria indignada contra este filme. Afinal, eu os conheço de longa data.  Fui um dos primeiros jornalistas a escrever matérias e editar revistas sobre Cavaleiros no começo de seu retumbante sucesso em 1994/95, como já mostrei nesta matéria, fiz a tradução do model sheet como explico nesta matéria, fiz a primeira série de revistas-posteres como explico nesta outra matéria, e tenho alguns acetatos originais da primeira série de TV como já mostrei nesta matéria aqui (e se tenho essas preciosidades, é porque gosto da série original, certo?). Apesar de todo este histórico em prol da divulgação da série no Brasil, sou mais lembrado como aquele editor que sempre falou mal de Cavaleiros.

 

 

A despeito de todo o meu trabalho como jornalista editor para publicar imagens e informações que ninguém mais conseguiu, o motivo para eu ter essa fama foi o meu excesso de sinceridade a dizer algumas verdades sobre Cavaleiros do Zodíaco: que Kurumada não é um grande desenhista de quadrinhos (ok, otakus: mangáka), que a história é fraca, que o desenho animado (ok novamente, otakus: anime!) foi feito apenas para alavancar a venda de dezenas de milhões de bonequinhos, e depois de centenas de matérias em mais de sessenta revistas diferentes (a maioria não passou de duas edições) que foram publicadas no Brasil entre 1994 e 2003, o assunto Cavaleiros estava esgotado de nada mais havia para ser dito.

 

Por conta disso recebi e-mails insultuosos, telefonemas onde eu era xingado e depois batiam o telefone na minha cara, e principalmente cartas ferozes de fãs indignados por ter falado mau do “meu Seiya” (dizer textual de uma leitora) ou ter insultado “a maior série de todos os tempos” (outro dizer textual de fã). Duas cartas lembro até hoje: uma tinha quatro páginas escritas à mão em que a autora – carioca – manteve uma média de dois a três xingamentos por linha e – espantoso – o texto ainda fazia sentido! Essencialmente, a carta destilava toda a raiva que sua autora sentia por mim devido ao que escrevi sobre Cavaleiros e toda a paixão exacerbada que ela sentia pelo Ikki de Fênix. A outra carta – esta campeão absoluta – veio com três baratas mortas e coladas na folha! A secretária que abriu o envelope quase morreu de susto…

 

Com todo este histórico do extremismo dos CDZetes (não gostaram de ser chamados assim? Serve CDZtards?), eu já sabia que os fãs antigos de Cavaleiros iriam ODIAR este filme em CG por tudo o que ele tem de diferente, novo, bom e mau. Depois de vinte anos lidando com este tipo de fã, eu já sabia que eles não receberiam bem qualquer mudança que fosse feita em sua série favorita, mesmo que fosse para melhor. Mas eu não esperava que alguns chegassem ao ponto de atacarem quem apenas fez o seu trabalho, dublando as vozes dos personagens. E o alvo principal no Facebook tem sido Hermes Baroli, o dublador de Seiya de Pégaso desde sua estréia no Brasil em setembro de 1994! E tudo por causa do ele disse na imagem que postei na abertura desta matéria!

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Por causa de uma OPINIÃO que Hermes Baroli disse, ele está sendo malhado e caçoado em alguns locais no Facebook por aqueles que não gostaram do filme – mas eles não estão prestando atenção: Hermes Baroli expressou uma OPINIÃO que foi confundida com uma DECLARAÇÃO - tem uma diferença aí, e seria bom que dessem uma rápida olhada num dicionário para entender o significado desta palavras. Hermes disse apenas o que achou do filme, deu a sua opinião, nada mais. E isso qualquer pessoa tem o direito de fazer, e todos tem o direito de concordar, discordar ou não opinar. Mas não é certo ficar xingando e debochando só porque, caros CDZetes, vocês detestaram um filme que não foi a maravilha perfeita que estavam esperando! Mas pedir bom senso a fãs radicais é pedir para o inferno congelar…

 

Eu dou total razão a OPINIÃO de Hermes Baroli: este é de longe o mais bem feito e caro PRODUTO da franquia Cavaleiros do Zodíaco. Sim, um simples produto, caros CDZetes! Acham que fizeram este filme para deixarem vocês  felizes? Cavaleiros é uma franquia que já rendeu fortunas a Editora Shueisha, Toei Filmes, a Bandai Brinquedos e ao Kurumada, é claro – e querem faturar mais ainda, daí este filme em CG! Mas este pode ser o “Canto do Cisne de Hyoga” da série, pois produzir um filme em Full-CG custou cerca de TRINTA milhões de dólares – bem mais caro que toda a série de TV original (os 114 episódios custaram cerca de vinte milhões de dólares), e foi um FRACASSO no Japão. A despeito de toda euforia dos fãs brasileiros antes do lançamento, a despeito de todas as matérias puxa-saquistas que fizeram por aqui (numa delas, o autor apresentava como prova do “sucesso” do filme no japão o roubo de posteres de propaganda do filme em uma estação de trem em Tóquio! Tenha dó…), a despeito de todo oba-oba, A Lenda do Santuário rendeu até agora no Japão modestos US$ 2.150.340,00 (dois milhões, cento e cinquenta mil dólares) de bilheteria – ou seja, não retornou nem 10% do valor investido! É claro que este filme não foi feito visando os cinemas japoneses, mas os fãs no resto do mundo, já que a “febre Cavaleiros” foi mais forte que no Japão em vários países: Espanha, Itália, França, México e Brasil, para citar os mais conhecidos. Talvez com a exibição nestes países, o dinheiro investido retorne. E se no final das contas, der lucro, teremos mais filmes em CG nos anos vindouros, mas ainda é cedo para especular.

 

 

E o pobre Hermes só fez seu trabalho como dublador competente que é, mas foi pego no fogo cruzado porque pessoas foram aos cinemas esperando uma copia melhorada do que já tinha visto na infância, e se depararam com uma nova versão, pouco lembrando a série clássica. Elas não perceberam o que estavam vendo, e por isso mesmo não gostaram. Se estão decepcionados, é direito de vocês reagir assim, e postar sua tristeza e indignação no Facebook e “xingar muito no Twitter”. Mas não precisam atacar, insultar e debochar o Hermes por isso. Ele só fez seu trabalho, e deu sua opinião. Se não gostaram do que fizeram com seus preciosos personagens, então vão reclamar com os VERDADEIROS responsáveis: a direção da Toei Animation (site oficial neste link) e com Masami Kurumada, (blog oficial neste link) que aprovou e elogiou o filme. Mas lembre-se de enviar sua reclamação EM JAPONÊS OU INGLÊS, ok? Aliás, para o Kurumada, só em japonês mesmo…

 

E deixem o Hermes em paz!

 

Artigo originalmente publicado por Sérgio Peixoto para o blog ANIMAX MAGAZINE.




Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 2.074 outros seguidores

Twitter: Studio Made in PB

Principais Posts

Páginas

novembro 2014
D S T Q Q S S
« out    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 2.074 outros seguidores